Tecnologia para
sua segurança.

O que é um Sistema Eletrônico de Segurança?

É um conjunto de equipamentos e dispositivos técnicos que instalados em um    determinado local, residencial ou comercial, controlam, de acordo com o projeto    estabelecido pelas necessidades do cliente (construção, atividade e recurso),    fatos que possam sugerir risco para as vidas e os bens das pessoas que ali    residem, trabalham ou frequentam.

 

Fonte: ABESE – Associação Brasileira de Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança

A importância de um bom projeto de sistema eletrônico de segurança

  • Contrato de compra do serviço, equipamentos e materiais de instalação;
  • Saber quanto tempo demora a instalação e combinar horários e dias disponíveis e que sejam permitidos, em caso de condomínios, para realizar o trabalho de instalação;
  • Qual programação será feita e como irá funcionar;
  • Realizar teste do sistema;
  • Fazer treinamento com todas as pessoas da residência;
  • Quando e em quanto tempo serão realizadas as manutenções do sistema.

Dicas

  • Verificar as qualificações da empresa que está contratando e outros projetos por ela já realizados;
  • Verificar a qualidade dos produtos a serem comprados e instalados (fabricantes e procedência);
  • Verificar sempre se o custo está de acordo com o produto e seu desempenho;
  • Certifique-se que será realizado um projeto e se a empresa tem pós-venda (manutenção e monitoramento);
  • Todo sistema eletrônico deve pertencer a um plano integrado de segurança (equipamento, treinamento, normas de conduta, rotinas, etc).

Sistemas de Segurança funcionam quando há queda de luz?

  • O Sistema de segurança funcionará durante o apagão? 
  • Por quanto tempo o equipamento funcionará? 
  • A comunicação entre o sistema (terminais de alarmes) e a central de    monitoramento 24 horas estará garantida? 
  • A segurança do imóvel e das pessoas continuará eficiente durante a interrupção de energia?

Por se tratar de um equipamento de segurança, o fator interrupção de energia é um item que deve estar previsto nos equipamentos e nas instalações de sistemas eletrônicos de segurança. Essa garantia de funcionamento está relacionada a dois itens existentes nos projetos: nas centrais de monitoramento 24 horas, aos NO BREAKS e GERADORES de energia, e nos terminais de alarmes instalados nas residências ou empresas, as BATERIAS. Assim toda a rede de sistemas eletrônicos de segurança fica mantida (durante certo período), no caso de falta de energia.

 

Fonte: ABESE – Associação Brasileira de Empresas de  Sistemas Eletrônicos de Segurança

Dicas gerais de segurança para domicílios

  • Não permita a entrada de  estranhos em sua casa, mesmo uniformizados e com identificação. Certifiquese  de que as informações passadas são verídicas;
  • Vidraças e entradas de ar  condicionado devem ser fixadas e vedadas adequadamente, bem como checadas periodicamente para certificarse de sua segurança;
  • Portas de garagem devem  ser dotadas de dispositivos de vigilância por TV (CFTV);
  • Na garagem, mantenha seu  automóvel trancado, com o alarme ligado e sem objetos à vista.

Fonte: Vaitsman, Hélio. Dicas de Segurança. 1. Ed.  São Paulo: Sicurezza, 2010.

O cliente tem que estar atento e exigir: a importância de um bom Projeto de Sistema Eletrônico de Segurança

  • Contrato de compra do serviço, equipamentos e materiais de instalação;
  • Saber quanto tempo demora a instalação e combinar horários e dias disponíveis e que sejam permitidos, em caso de condomínios, para realizar o trabalho de instalação;
  • Qual programação será feita e como irá funcionar;
  • Realizar teste do sistema;
  • Fazer treinamento com todas as pessoas da residência;
  • Quando e em quanto tempo serão realizadas as manutenções do sistema.

Dicas:

  • Verificar as qualificações da empresa que está contratando e outros projetos por ela já realizados;
  • Verificar a qualidade dos produtos a serem comprados e instalados (fabricantes e procedência);
  • Verificar sempre se o custo está de acordo com o produto e seu desempenho;
  • Certifique-se que será realizado um projeto e se a empresa tem pós-venda (manutenção e monitoramento);
  • Todo sistema eletrônico deve pertencer a um plano integrado de segurança    (equipamento, treinamento, normas de conduta, rotinas, etc...).

Fonte: ABESE – Associação Brasileira de Empresas de  Sistemas Eletrônicos de Segurança

Contate-nos
para uma reunião.

Temos a segurança
que seu empreendimento
tanto precisa.

Com a Protech você tem a garantia de que seu empreendimento estará seguro. Contate-nos, podemos oferecer a melhor solução com profissionalismo e o sigilo necessário.